Vereadores de Santo Antônio da Platina conhecem programas habitacionais

Preocupados com a situação de famílias de baixa renda residentes em condições precárias em Santo Antônio da Platina, vereadores do município visitaram nesta quinta-feira (4) a sede da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) para conhecer mais sobre os projetos habitacionais do Governo do Estado. O objetivo dos representantes municipais é atender aos pleitos da população de menor renda do município que residem em condições precárias ou irregulares.

Na reunião com o chefe de gabinete e superintendente de Relações Institucionais da empresa, João Naime Neto, estiveram os vereadores Luciano Morais (Vermelho), Genivaldo Marques, Rudinei Esteves e José Silva (Mineiro).

Segundo Marques, o apoio do governo estadual aos projetos de habitação de interesse social é fundamental para o atendimento às demandas locais. “Contamos com o apoio da Cohapar para retomar obras e projetos que são de grande interesse de Santo Antônio da Platina, em especial das famílias mais carentes do município”, comenta o vereador.

Ações em andamento – Atualmente, a Cohapar e a Prefeitura de Santo Antônio da Platina buscam uma solução conjunta para dar continuidade às obras de 50 moradias populares atualmente paralisadas na cidade. Os órgãos aguardam um posicionamento do Ministério das Cidades sobre o programa Minha Casa Minha Vida Sub 50, que atende localidades com menos de 50 mil habitantes, e cuja regulamentação precisa ser renovada.

Os imóveis visam beneficiar famílias em situação de vulnerabilidade social. Como os imóveis são integralmente subsidiados, o público atendido não paga nada pelas moradias.

Também está em fase de contratação um projeto que prevê a construção de 339 casas financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), em parceria com o governo federal. O empreendimento, com investimentos estimados em R$ 31,2 milhões, será destinado ao atendimento de famílias com renda mensal entre R$ 4.000 e R$ 9.000.

COMENTÁRIO