DER vai abrir licitação para duplicar primeiro trecho da PR 455, até Irerê

“É uma conquista para Londrina, resultado da mobilização da comunidade que há décadas pede a duplicação da rodovia”, diz Tercilio Turini

O edital da licitação para duplicação de 15,3 quilômetros da PR 445, no trecho entre o Conjunto Jamile Dequech e distrito de Irerê, será publicado nesta sexta-feira (dia 22). A informação foi confirmada pelo diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Paulo Montes Luz, na audiência pública de apresentação do projeto da obra.

“É uma conquista para Londrina, resultado da mobilização da comunidade que há décadas pede a duplicação da PR 455. Entidades empresariais, representantes políticos, associações de classe e movimento sociais se uniram e conseguiram convencer sobre a necessidade e a importância da obra. Com o início da duplicação, os próximos governos serão obrigados a dar continuidade até chegar a Mauá da Serra”, ressalta o deputado estadual Tercilio Turini.

O investimento do Governo do Estado na obra está estimado em R$ 153 milhões. A intenção é começar a construção da segunda pista no primeiro semestre de 2018 e concluir dois anos após iniciada. O projeto prevê três novas pontes sobre os ribeirões Cafezal, Três Bocas e Apertados, quatro retornos com distância média de 2,5 quilômetros entre cada um, viadutos e trincheiras.

A audiência pública reuniu grande número de pessoas no auditório do Iapar hoje à tarde. A principal preocupação foi de não permitir a instalação de praças de pedágio na PR 445. “Vamos continuar na luta pela duplicação até Mauá da Serra, obviamente sem pedágio. É uma obra que abre nova frente de desenvolvimento para a Região Metropolitana de Londrina, garante segurança e mais agilidade no deslocamento em direção a Curitiba, Litoral e Porto de Paranaguá”, diz Tercilio Turini.

Também participaram da audiência os deputados estaduais Luiz Claudio Romanelli e Tiago Amaral, o prefeito de Cambé José do Carmo Garcia, representantes da Prefeitura de Londrina, de entidades e da comunidade.

COMENTÁRIO